Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. Rm 11:36

Motivos não nos faltam para demonstrarmos nossa gratidão, amor e alegria por conhecermos ao Senhor. Quando nos movemos ao Seu encontro, com coração sincero e contrito, Deus, que ama relacionar-se com seus filhos, responde a nossa ação nos enchendo de sua presença tão amável e poderosa. Desta forma, a dança, como parte do louvor, gera quebrantamento, cura, adoração, restauração, identificação, salvação e evangelismo. A Bíblia nos ensina que “toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação” (Tiago 1:17). Aprendemos assim, que nossa fonte de inspiração deve ser o Espírito Santo e nosso foco, expressarmos a pessoa de Deus por meio de nosso corpo, porque toda bela dança, sozinha em si, não causará poder de transformação em outras vidas se não possuir o autor de todas as coisas.