JESUS AINDA CURA TEXTO CHAVE: Mt 8.16,17

Vivemos dias em que a ciência progride de uma maneira extraordinária. Isto também inclui a medicina, onde novas técnicas, novos tipos de medicamentos, novos procedimentos ampliam a possibilidade de cura. Mas, apesar de todo este progresso e evolução da ciência as pessoas estão cada vez mais doentes, sofrem mais e vivem preocupadas e ansiosas. É porque o homem jamais conseguirá resolver os problemas do homem. É ai que entra o valor da obra expiatória (substitutiva) de Cristo em favor da humanidade em todas as áreas de necessidade. Cristo não apenas pagou o preço pelos nossos pecados, mas também tomou sobre si, na cruz, todas nossas doenças e enfermidades (Is 53.4). Por isso vamos olhar alguns textos bíblicos que nos apontam porque Cristo curou e, é claro, ainda cura hoje aqueles que creem.

1. Para cumprir seu ministério – Mt 8.16,17
Cristo veio ao mundo para realizar um ministério. Ministério é uma função atribuída a Ele pelo Pai que era essencial para reconciliar os homens com Deus e lhes proporcionar resposta e solução para todas a áreas de sua vida. Por isso o ministério de Jesus se desenvolveu na área do anúncio da chegada do Reino de Deus, o ensino das verdades e princípios desse reino, a cura dos enfermos e a libertação dos oprimidos de Satanás (Mt. 4.23; Lc 6.18,19). Jesus foi extremamente fiel aquilo que lhe foi atribuído fazer pelo Pai. Se dedicou de todo o coração, independente da hora, circunstâncias, ou até das pessoas que o procuravam. Sempre estava pronto para atender a necessidade das pessoas. Por isso nós temos, também, relatos de cura nos evangelhos. O Apóstolo João chega a dizer que se tudo que Jesus fez fosse registrado, os livros escritos não caberiam no mundo inteiro (Jo 20.30,31; 21.25).

2. Para expressar sua compaixão e misericórdia – Mt 14.14
O Apostolo Paulo nos desafia a termos em nós e nos nossos relacionamentos o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus (Fp 2.5). Jesus se movia pela compaixão! Sempre que era procurado por pessoas com problemas e necessidades, sempre que se deparava com as multidões e avaliava o seu estado, se enchia de compaixão e abençoava, curava, ensinava, enfim, fazia o que era necessário para amainar o estado daquelas pessoas. Compaixão não é sentimento! Muitos se comovem sentimentalmente pelas necessidades das pessoas, mas não fazem nada. A verdadeira compaixão sempre leva as pessoas a entrarem em ação. Foi exatamente assim com Jesus (Mt 14.14; Mc 1.41; Mc 6.34)! A compaixão também deve ser uma das motivações da nossa vida, que nos leve a não nos conformarmos com a realidade das pessoas ao nosso redor, mas nos levando a agir com objetivo de trazê-las a Cristo para serem libertas, curadas e salvas. Cristo se moveu pela compaixão e, como seus imitadores, precisamos ter essa motivação na nossa vida.

3. Para provar que verdadeiramente Deus o havia enviado – At. 2.22
Os milagres e curas presentes no ministério de Jesus eram sinais ou credenciais que provavam que o Pai estava com Ele. A Bíblia é muito clara em mostrar que Jesus veio a mando do Pai. Aliás, a primeira promessa já foi feita em Gn 6.15. A partir dali inúmeras referências no AT profetizavam sua futura vinda. Então, no tempo estipulado pelo Pai, Jesus deixa o céu, a companhia do Pai e do Espírito Santo e entra na história da humanidade (Gl 4.4). Cristo veio como única alternativa para reconciliar os homens com Deus. Seu ministério, sua prisão, julgamento, condenação, crucificação, o derramamento do Seu sangue, foram vitais para que os pecados fossem pagos e os homens, por meio da fé nEle, pudessem voltar a companhia do Altíssimo como filhos amados. Assim, seus milagres, os prodígios operados por Ele confirmaram sua vinda do alto (Jo 10.37,38). Com certeza, Cristo veio do céu e se tornou nosso Redentor através de tudo aquilo que passou na cruz do Calvário (Rm 4.25).

Gancho Evangelístico: Jesus simplesmente é maravilhoso! Veio do céu enviado pelo Pai para realizar uma obra completa em fator das pessoas que nEle creem. Tanto na área espiritual como na emocional e física! Jesus veio trazer benção para o espirito, alma e corpo (1Ts 5.23). Entre todos os benefícios conquistados por Cristo ao que creem no seu Nome está, também, a cura para as enfermidades. Vimos três razões para mostrar porque Jesus curou as pessoas que o procuraram durante seu ministério. Nenhuma delas Jesus despediu de mãos vazias. Através da resposta ao clamor das pessoas que o procuravam ele intentou comprovar a origem e o porque da sua vinda e a motivação do Seu ministério. Era necessário que as pessoas entendessem que Ele era o filho de Deus enviado ao mundo para reconciliar as pessoas com o Pai. E como temos tudo isso registrado na Bíblia o propósito maior foi, é e continuará sendo alcançar pessoas até que ele venha!!! Consolide!!!
Ap. Claudemar Rheinheimer –06/10/2017.